Dores na coluna? Veja estas dicas

De acordo com especialistas, as dores de coluna prometem atacar 10 em cada 10 brasileiros.

Existem dois tipos de pessoas: as que têm problema de coluna e as que terão problemas.

Essa afirmação parece terrorista, mas vem de um conhecedor de causa, o presidente da Associação Brasileira de Reeducação Postural Global (RPG) Oldack Borges de Barros. A má postura, a vida sedentária e a ação da gravidade sobre os músculos são os principais responsáveis pelas dores nas costas que ataca ou atacará a maioria dos brasileiros nos próximos anos. Portanto, é preciso estar atenta aos sintomas e buscar alternativas para brigar contra esse inevitável inimigo.

Mais eSobre: Bico de Papagaio

RPG: uma alternativa de tratamentodores-na-coluna

A Reeducação Postural Global, ou simplesmente RPG, foi desenvolvida pelo fisioterapeuta francês Philippe Souchard, em 1981. De acordo com ele, as dores estão relacionadas a um desequilíbrio ou desarmonia do corpo. A técnica visa cuidar da postura da pessoa e, com uma visão global do problema, atacar a doença. Com exercícios de alongamento e respiração (com oito posições básicas), o paciente pode ter o desconforto físico diminuído ou mesmo suspenso.
Mas, apesar de você estar diante desta maneira de combater as dores nas costas, existe uma parte dessa briga que é particularmente sua.

Alerta 1: preste mais atenção ao seu corpo

Com o corre-corre de todos os dias, parece quase impossível deixar de adotar velhos hábitos que nos acompanham. A começar por segurar o telefone entre o ombro e a cabeça enquanto anotamos os recados. "Todos querem conforto, o que implica em um menor gasto energético. A médio ou longo prazo, a tendência dessas pessoas é apresentar dores na coluna", diz Barros. Portanto, pode começar corrigir esses "inofensivos" hábitos!

É, as estatísticas não estão mesmo a nosso favor. A fisioterapeuta e professora da Universidade Bandeirantes (SP), Angela Bushatsky afirma: "As mulheres têm dores mais generalizadas porque sofrem de Tensão Pré-Menstrual, o que contrai os músculos, e também passam pela gestação." De acordo com a fisioterapeuta, muitas mulheres também adotam posturas erradas no trabalho, o que aumenta o problema. Sem falar naquelas que não terminam as obrigações quando voltam para casa, as que fazem jornada dupla, às vezes, tripla.

E agora? O que fazer para não ser mais um nessa lista de dores e mal-estar? Parece simples, mas exige atenção no dia-a-dia. É preciso mudar de vez as antigas manias. Por exemplo:

  • Deixar de se esparramar no sofá ao assistir à novela.
  • Verificar se, ao encostar na cadeira, os pés ficam totalmente apoiados no chão e se os cotovelos permanecem paralelos ao escrever ou digitar algo sobre a mesa.
  • Um profissional é quem deve orientar sobre o colchão exato para seu peso e sua altura.

É preciso ainda não deixar de ir a um fisioterapeuta ou um ortopedista ao sinal de uma dor persistente ou aguda. "Uma dor no ombro pode estar relacionada com a torção do tornozelo alguns anos antes", explica Barros.

Somente um profissional poderá avaliar qual o problema apresentado e qual o melhor tratamento para o caso. Nada de começar uma bateria de exercícios sem antes consultar um especialista.

Alerta 2: confira sua postura

Antes que sua coluna comece a reclamar, veja se sua postura está em dia:
1) De frente para o espelho, repare se seu olhar está horizontal. Os olhos e a cabeça não devem estar nem para cima, nem para baixo.
2) Os ombros precisam estar simétricos.
3) Os joelhos têm de estar apontados para frente e tocando-se ligeiramente.
4) Os seios, assim como os joelhos, precisam estar apontados para frente.
5) Os pés devem estar paralelos.

Faça esse teste com o máximo de atenção. Qualquer irregularidade notada deve servir para que você atue preventivamente. A partir daí você pode recorrer a um especialista antes que as dores apareçam.

Copyright eSobre - Politica de Privacidade

;