Medicina Ortomolecular

Descubra mais sobre esta forte aliada para você viver mais e melhor

Para compreender o fantástico laboratório do corpo humano, os médicos e biólogos estão cada vez mais convencidos de que precisam mergulhar no mundo das moléculas e das reações químicas. A Biologia e a Medicina Ortomolecular conseguiram encontrar pistas importantes que estão contribuindo para a compreensão da maioria das doenças e do próprio envelhecimento.ortomolecular

Nosso organismo é uma máquina viva que está sempre em ação. Funciona como um centro de produção diuturno, exigindo gerenciamento e controle de qualidade ininterruptos para manter a engrenagem, que é o corpo, em perfeito equilíbrio. Qualquer falha compromete todo o sistema neuroendócrino, psíquico e imunológico. Avanços na tecnologia e diagnósticos mais apurados transformam os exames médicos preventivos numa poderosa arma contra os radicais-livres, que são os responsáveis pela oxidação, desgaste e desajuste dessa máquina e pelos erros de produção.

A Medicina Ortomolecular é o campo da ciência que visa restaurar o equilíbrio químico do organismo através da reposição de nutrientes que estão faltando. Está comprovado que entre 2% e 5% do oxigênio que respiramos se transforma em substâncias tóxicas, que podem destruir as células. Para que isso não ocorra, a própria célula produz enzimas que combatem esses resíduos indesejados. Mas nem sempre elas conseguem acabar com todos os radicais-livres.

A Medicina Ortomolecular permite dimensionar a ação dos radicais-livres e localizar patologias antes que se tornem problemas sérios. Através de uma gota de sangue, podem ser detectadas doenças em pessoas que se julgam sadias. Com esse diagnóstico prévio, tem sido possível neutralizar diversas moléstias em seu estágio inicial, permitindo que as chances de cura sejam aumentadas.

Todos estamos sujeitos à ação do tempo, cabe a nós a decisão de manter o corpo saudável e rejuvenescido. Mas isso vai depender muito do estilo de vida, uma vez que o organismo está permanentemente submetido a condições que levam ao excesso de radicais-livres, como: estresse, cigarro, poluição, ansiedade, depressão, exposições prolongadas ao Sol, alimentação errada, entre outros fatores. Estudos demonstram que o ambiente é responsável por 65% do desgaste do corpo. Só 25% dos distúrbios são de origem genética.

O envelhecimento precoce pode ser evitado

“A luta contra o envelhecimento precoce ganha uma nova aliada na Medicina Ortomolecular”, diz o médico nefrologista e ortomolecular Jõao Menez. Ele explica que o tipo de vida levado pela maioria da população traz um alto grau de desgaste físico e emocional para o organismo. Através de hábitos saudáveis, alimentação correta, reposição de sais minerais, vitaminas e aminoácidos, e se necessário reposição hormonal e terapia celular, conseguimos prevenir, reverter ou minimizar essa situação, dando suporte inclusive à alopatia, que não possui mecanismos para detectar a carência nutricional do paciente.

O tratamento inicia-se com uma avaliação clínica e laboratorial, incluindo raio X do tórax, eletrocardiograma, hemograma, mineralograma e um exame do fio do cabelo — realizado nos EUA. Com base nos resultados, é iniciada a revitalização orgânica, que pode ser feita por via oral, intravenosa ou muscular. “A prevenção é a melhor forma de viver mais e melhor”, ressalta Menez.

Copyright eSobre - Politica de Privacidade

;